sábado, 30 de novembro de 2013

Por que a mão inglesa é na direita?


Os brasileiros não estão acostumados com a mão inglesa de direção. Pode parecer complicado, e até sem sentido dirigir na mão invertida, mas alguns países utilizam a direção na direita para facilitar a dirigibilidade. Segundo especialistas, a mão inglesa também facilita a visibilidade.

Nos países que utilizam a mão de circulação inglesa os carros possuem o volante e pedais no lado direito do veículo. Países como Inglaterra, Irlanda, Escócia e País de Gales utilizam a chamada mão inglesa.

Essa forma de direção está relacionada à história da França e da Inglaterra. Segundo relatos, na idade medieval, os cavalos circulavam à esquerda para deixar a mão direita livre para segurar a espada. No século XVIII, Napoleão Bonaparte, que era canhoto, decidiu inverter a situação na França.

Assim, França e Inglaterra, que eram países inimigos, passaram a circular nas cidades de forma diferente. Com o tempo, os ingleses começaram a dirigir apenas pela pista da esquerda. Essa tendência pegou e é utilizada até hoje.

Algumas ex-colônias britânicas, como Índia, África do Sul e Nova Zelândia, também utilizam a mão da esquerda. No Brasil, a mão de direção segue o padrão mundial.

Fonte: http://www.sitedecuriosidades.com/curiosidade/por-que-a-mao-inglesa-e-na-direita.html

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Robert - O Boneco Assombrado



Em 1896, a escrava de um rico comerciante deu ao filho do seu dono um boneco de palha que, segundo consta, havia passado por um ritual de magia negra. O garoto Eugene batizou o boneco de Robert e, durante a sua infância, toda vez que algo ruim acontecia e a culpa recaía sobre Eugene, ele dizia que Robert havia feito isso. 
Estranhos eventos começaram a ser relatados. Taças e talheres eram atiradas na sala de jantar, servos escondidos durante seus turnos da noite enquanto ouviam barulhos de roupas sendo rasgadas e papeis que eram amassados e jogados no chão em aposentos esquecidos da casa. Brinquedos queridos de Eugene começaram a aparecer multilados quando no profundo da noite se ouvia uma fina risada. 

O jovem Robert adorava conversar com seu amiguinho, e alguns empregados repararam que o boneco parecia responder, ou ao menos parecia haver um diálogo entre eles. Alguns também comentavam que a expressão do boneco mudava discretamente de tempos em tempos. Sorrisos maliciosos surgiam em seus lábios desenhados. Também haviam boatos de que o boneco desaparecia e surgia nos lugares mais inusitados. 

Vizinhos afirmavam ter visto o brinquedo nas janelas da casa quando a família estava fora, e membros da família Otto disseram ter ouvido em mais de uma ocasião uma risada tétrica vindo de algum lugar onde não havia ninguém, exceto o brinquedo. O boneco Robert assustava as pessoas durante o dia, mas a noite ele focava a sua atenção no jovem Robert Otto. O menino sofria de pesadelos e acordava no meio da madrugada, gritando de medo, a medida que móveis e objetos voavam pelo quarto e se espatifavam nas paredes. Robert parecia sempre apavorado, mas jamais contava o que estava acontecendo. Ferimentos e arranhões começaram a aparecer em seu corpo. Tufos de cabelo branco manchavam seus cabelos escuros. 

Em duas ocasiões o menino, na época com seis anos, desfaleceu e um médico foi chamado para examiná-lo. Averiguou-se então que ele apresentava marcas de estrangulamento no pescoço. Seus pais achavam que algum empregado pudesse estar por detrás dos ataques e mandaram todos embora. Mas os estranhos ataques continuavam acontecendo. Em uma noite, o menino foi encontrado de baixo da cama, estava paralisado de horror. Havia uma marca de mordida em seu pescoço. Quando finalmente despertou, o pai exigiu saber o que havia acontecido e aos prantos o menino respondeu: "Robert fez isso! Robert fez isso!" 

O boneco foi removido e os ataques imediatamente cessaram. Os jornais na época deram grande destaque a esses acontecimentos. 

Quando os pais de Gene morreram ele redescobriu Robert no sótão. 

A esposa de Gene sentia-se desconfortável, até que um dia cansou-se do olhar incômodo do boneco e o devolveu ao sótão. Gene ficou chateado e exigiu que Robert tivesse um quarto só para ele, de onde pudesse ver a rua pela janela. Pouco depois a sanidade de Gene começou a diminuir. Os cidadãos de Key West relatavam ver Robert na janela rindo. Crianças evitavam passar perto da casa com medo do olhar maligno do boneco. 

Visitantes diziam ouvir passos no sótão e estranhas risadas, ate que após um tempo as visitas cessaram na casa de Gene. Conforme Eugene envelhecia, foi ficando extremamente abusivo com Anne, sendo descoberto depois que ela chegou a ser trancada diversas vezes no cubículo debaixo da escadaria várias vezes ao dia. 

Robert Otto faleceu em 1974, anos antes de sua morte, o boneco foi encontrado e repórteres tentaram falar com ele a respeito de suas experiências. Ele jamais quis falar sobre o assunto. Robert foi achado no porão da casa de campo dos Otto, vendida em meados dos anos 1950. Seu dono encontrou junto com o sinistro brinquedo, um caderno com recortes a respeito de sua estranha estória. Ninguém sabe quem reuniu os recortes. Posteriormente o brinquedo foi vendido a um colecionador (que segundo rumores morreu em um estranho incêndio) e finalmente doado para o museu. 

Após a morte e enterro de Eugene, Anne foi para casa de sua família em Boston e colocou sua casa para alugar. Robert foi redescoberto no sótão pela filha de 10 anos dos novos proprietários da casa. Pouco tempo depois a menina começou a se queixar que Robert a torturava e infernizava sua vida. 

Mesmo após 30 anos ela continua a afirmar que "A boneca estava viva e queria matá-la". Robert, ainda vestido em sua roupa branca de marinheiro está hoje em exibição no Key West Martello Museum. 
Funcionários do museu continuam a relatar estranhos fenômenos atribuídos a Robert: pessoas com marca-passos que param de funcionar na sua frente, assim como máquinas fotográficas (as autoridades do Museu gastaram 6 rolos de filme e muitas pilhas e só conseguiram uma meia dúzia de fotos para divulgação). Curadores do Museu reportaram terem visto Robert mudar de posição durante a noite, mesmo estando atrás de uma jaula de vidro. 

Pessoas que vão ver Robert também contam pasmas terem visto suas expressões faciais mudarem diante de seus olhos. Quem desejar tirar uma foto dele, deve pedir educadamente AO BONECO, se ele não concordar, a sua cabeça inclinará para o lado. Dizem que quem tirar uma foto de Robert sem a sua permissão, será amaldiçoado. 
Os visitantes que esquecem desses costume devem pedir desculpas. O grande número de câmeras que misteriosamente deixam de funcionar no exato momento em que o boneco é fotografado, ajudou a sedimentar a crença.



quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Arvores mais antigas do mundo


Essas arvores são consideradas as mais velhas do mundo, é impressionante o tempo de vida delas.

1. Matusalém: Tem cerca de 4800 anos e fica nos Estados Unidos, embora sua exata localização permaneça em segredo para evitar vandalismos.

 1

2. Sarv-e-Abarkooh: A árvore mais antiga do Irã, com 4 mil anos, chega a ter conotação religiosa.

 2

3. Alerce: A mais antiga tem hoje 3600 anos.

 3

4. Senator: Uma pesquisa realizada em 2006 pela Sociedade de árvores nativas mediu o volume bem acima dos 5100 metros cúbicos, tornando-o maior de seu tipo nos E.U.A., bem como a maior árvore de qualquer espécie a leste do rio Mississippi. Tem entre 3400 e 3500 anos.

4 

5. General Sherman: Pode ser encontrado no Sequoia National Park. Em 2002, o volume do tronco foi medido em cerca de 1.487 metros cúbicos, e tem sido identificada como a maior árvore do mundo em volume de madeira. Acredita-se ter entre 2300 e 2700 anos de idade. 

5

6. Jhomon Sugi: A árvore Jhomon Sugi de Yakushima no Japão, pode ter entre 2170 anos e 7200, o que tornaria a mais velho, de longe.

 10

7. Patriarca da floresta: Uma das maiores árvores da Mata Atlântica, com pelo menos 3000 anos.

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Maior limousine do mundo


A maior limousine do mundo é a American Dream, que tem 30,5 metros de comprimento e 24 rodas! O modelo, que também possui o título de maior carro do mundo segundo o Guinness Book, o “livro dos recordes”, foi construído no início dos anos 90 pelo americano Jay Ohrberg. “Eu coloquei até um telefone nela. Na época, era muito legal, mas agora todo carro tem dois ou três…”, recorda o criador. 

A superlimousine foi montada a partir de um Cadillac, e tem uma divisória que permite que ela seja separada em duas partes para facilitar o transporte. Isso porque a lei impede que ela seja dirigida nas ruas dos Estados Unidos por causa do seu tamanho. Assim, o carrão fica numa garagem e só entra em ação quando é alugado para eventos. 

DO SUSHI AO BRONZEADO
Na parte perto do motorista dianteiro fica o ambiente mais bizarro: tem sofá, câmara de bronzeamento (para ganhar uma corzinha…), sushi bar e uma cama king-size (porque ninguém é de ferro!).

TV A CABO
Na área seguinte foi montada uma grande sala de TV, com um sofá em forma de U para a galera curtir o passeio e chão coberto por carpete. Ainda há um bar cheio de bebidas para manter os passageiros relaxados.

PORTAS DA ESPERANÇA
O espaço mais romântico foi decorado com bancos de veludo, castiçais, mesa de centro, almofadas, abajur e até sistema de som, tudo para criar aquele clima. As portas abrem para cima e para baixo.

MERGULHO RASO
Logo ao lado da cabine de direção traseira, fica nada menos do que uma piscina! E não é só para enfeitar, ela tem água mesmo. Para quem quiser arriscar, há até um trampolim para mergulhar.

VOANDO NA PISTA
No melhor estilo James Bond, a piscina pode ser coberta por uma plataforma móvel, que, quando fechada, vira um heliponto. Dá para pousar helicópteros de verdade – desde que o piloto seja muito bom.

DUPLA DE MOTORISTAS
Só dá para dirigir o trambolho com dois pilotos. Na parte de trás há outra cabine de direção (conversível) para um segundo motorista. Ele ajuda nas manobras difíceis, e guia o carro na hora de dar ré .




Fonte: http://www.acemprol.com/a-maior-limousine-do-mundo-t4834.html

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Maior bigode do mundo


Depois de 32 anos cuidando do bigode, o indiano Ram Singh Chauhan de 58 anos conseguiu o recorde de maior bigode do mundo, realmente é muito grande, ele tem mais de 4,2 metros de comprimento.
Agora veja no video abaixo, como realmente é grande.




segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Perguntas idiotas e respostas cretinas


* Mulher abre a porta para o convidado e pergunta: 
- Você veio?
- Não, não sou eu! É outro, vou vir mais tarde!

* Você está puxando uma planta, tentando arrancá-la, e vem alguém e pergunta:
- Está tentando arrancar a planta?
- Não! Estou brincando de cabo de guerra com um chinês!

* Você acaba de tomar banho e alguém pergunta: 
- Você tomou banho?
- Não! Dei um mergulho no vaso sanitário!

* Você está no caixa e tira um talão de cheques e o caixa olha e pergunta: 
- Vai pagar em cheque?
- Não! Vou fazer um poema nessa folhinha!

* Você acaba de olhar no relógio e alguém te pergunta: 
- Viu as horas?
- Imagina, estava assistindo novela!

grey Respostas Cretinas para Perguntas Idiotas: Melhores Patadas Engraçadas

* Você pede para uma pessoa assinar um documento e ela diz: 
- Assinar o meu nome?
- Não, assinar a fórmula de Báskara ou o que quiser…

* O cara vai andando pela rua e leva o maior tombo, o sujeito que o socorre pergunta: 
- Caiu?
- Não! Eu me joguei!

* Quando te vêem deitado, de olhos fechados, na sua cama, com a luz apagada e perguntam:
- Você tá dormindo?
- Não. – Tô treinando prá morrer!

* Um amigo encontra outro na rua, e pergunta: 
- Cortou o cabelo?
- Não caiu ou então Tirei para lavar.

* Quando a gente leva um aparelho eletrônico para a manutenção e o técnico pergunta:
- Tá com defeito ?
- Não é que ele estava cansado de ficar em casa E eu o trouxe para passear.

* Garçom pergunta para o casal na mesa: 
- É para dois?
- Não, eu vou comer e ela vai ficar olhando pra mim.

grey Respostas Cretinas para Perguntas Idiotas: Melhores Patadas Engraçadas

* Mulher com bebê no colo. Pergunta: 
- É seu filho?
- Não, ganhei ele numa rifa!

* O camarada caminhando com uma vara de pescar. Pergunta: 
- Vai pescar?
- Não, a vara é para eu palitar meus dentes!

* Homem com vara de pescar na mão, linha na água, sentado. 
- Aqui dá peixe?
- Não, dá coelhos, gatos, ratos… Peixe costuma dar no meio do mato.

* Você vai jantar e sua esposa pergunta:
- Posso pôr a comida no prato?
- Não. Joga no chão e vem puxando com o rodo!

* No caixa do banco, o sujeito vai descontar um cheque. 
- Vai levar em dinheiro???
-Não!!! Me dá em clipes e borrachinhas!

* Você está enchendo um copo com leite e alguém pergunta:
- Vai tomar leite?
- Não. Vou deixar em cima da mesa para ver quanto tempo leva pra evaporar!

domingo, 24 de novembro de 2013

Cutaneum cornu: Chifre humano


É algo muito difícil de acreditar, mas isso é pura verdade. Os Cutaneum cornu são lesões pouco comuns formadas com um material queratinoso, ou seja, o mesmo material presente na nossa unha e cabelos e é semelhante ao chifre dos animais, mas são histologicamente bem diferentes.


Os chifres, grosseiramente falando, surgem de repetidas lesões epidérmicas, que podem ser benignas, pré-malignas ou malignas. Eles são geralmente, resultado de exposição prolongada ao sol, e por causa disso surgem nas partes que mais recebem diretamente a luz do sol como: couro cabeludo, mãos, orelhas, testa, Pálpebras, lábios e etc. Os chifres são benignos, mas podem abrigar células cancerosas e por isso é bom que o acompanhamento médico seja constante. Como os chifres humanos não estão ligados ao crânio e  não possuem estrutura óssea como as dos animais, e sim uma composição quaratinosa endurecida, estes são possíveis de serem retirados por um processo cirúrgico.





humanunicorn

Fonte: http://seboeacervo.blogspot.com.br/2011/02/cutaneum-cornu-chifre-humano.html#axzz2lVnw4oXk

sábado, 23 de novembro de 2013

Máquinas de tortura

Veja nesse post, algumas da mais terríveis e cruéis máquinas de tortura feito pelo homem

13 Dama de ferro


Método de tortura comum na Idade Média, também é conhecido como Virgem de Ferro ou Donzela de Ferro. O aprisionado era colocado em um sarcófago – com a estampa da Virgem Maria, daí o nome Dama de Ferro – que, em seu interior, continha uma série de cravos de ferro. Quando fechado, os cravos perfuravam a pele da vítima, no entanto, não atingiam nenhum órgão vital. Como penetravam na pessoa, ela morria aos poucos, por insuficiência sanguínea. Detalhe: alguns modelos eram tão grossos que os gritos do prisioneiro nem eram ouvidos pelo torturador.

12 Pêra



Era um aparelho em forma de pêra formado por quatro folhas. Nas mulheres, era inserido na vagina ou na boca; nos homens – geralmente os castigados eram homossexuais – era inserido no ânus. Depois de inserido na vítima, o aparelho, formado por 4 folhas, começava a se abrir. Como suas extremidades eram cortantes, causavam danos irreparáveis nos torturados.


 11 Roda de despedaçamento



De Roda Viva este aparelho não tinha nada! Consistia em uma roda na qual o torturado era preso com as costas voltadas para o interior do instrumento. Abaixo da roda, o torturador colocava fogo. A roda, então, era girada. A pessoa assava, aos poucos, como se estivesse em uma churrasqueira, acima da brasa. Em outros casos, o carrasco substituía a brasa por objetos pontiagudos, o que fazia com que, conforme a roda fosse girando, a pessoa fosse sendo mutilada aos poucos.

 10 A máscara da infâmia


Esse instrumento promovia uma caça às mulheres linguarudas. Isso mesmo, quem fofocasse muito na Escócia do anos 1500 corria o risco de ter a cabeça trancada em uma gaiola de ferro. Presa à gaiola, uma placa de freio às vezes era inserida na boca da mulher (para dominar sua língua). Por serem de ferro cortante, muitas placas causavam sangramentos na boca do torturado. Mas a tortura não parava por aí: na maioria das vezes, as mulheres – geralmente as que mais sofriam com o método – eram levadas a cidades para serem expostas publicamente.

 9 Tubo de crocodilo



O torturado era obrigado a entrar em um tubo de dentes de crocodilos, que funcionavam como pregos. Dentro, apenas seu rosto e seus pés ficavam expostos. Aí começava a pior parte. Com fogo, o torturador aquecia, gradualmente, o dente de crocodilo, queimando as vítimas. Era o preço por não passar informações. O fogo também podia ser colocado diretamente na face ou nos pés da pessoa. Quem pegava mais pesado obrigava o torturado a se agachar dentro do próprio anel, movimento que acabava perfurando os órgãos vitais da vítima.

8 Empalação



Método mais conhecido, era quando um objeto pontiagudo varava o corpo de uma pessoa. A empalação perfeita para um torturador – se é que um método de tortura pode ser chamado de perfeito… – seria quando a estaca longa entrasse pelo ânus e saísse pela boca da vítima. Em alguns casos, o torturador enfiava as estacas sem causar a morte imediata da vítima. Aí começava a girar o objeto, suspender o corpo ou fazer movimentos que torturavam ainda mais a pessoa.

7 Esfola



Método muito utilizado durante a Idade Média e, sobretudo, na Caça às bruxas. O torturado tinha as mãos e os pés amarrados em uma espécie de poste e ficava totalmente exposto ao carrasco. Esse, então, pegava uma faca e começava a cortar, lentamente, a pele da vítima, deixando seu corpo em carne viva. A tortura, na maioria das vezes, começava pela cabeça e descia em direção dos pés. Geralmente, antes mesmo de chegar à cintura, a vítima já tinha morrido por insuficiência sanguínea.

6 Banco da tortura



Imagine dois rolos colocados nas exterminadas de uma mesa. Agora, imagine que, em um desses rolos, a pessoa tivesse seus pés amarrados; no outro, suas mãos. Aí o torturador começava a fazer perguntas. Se a vítima não respondesse, os rolos começavam a girar em direção contrárias, afastando-se. A pessoa, então, era esticada. Depois de um tempo, suas articulações começavam a se descolar e a vítima morria aos poucos.

5 Tean Zu


Era um método simples no qual a vítima colocava seus dedos em uma superfície de madeira e tinha seus dedos separados por varas ligadas a cordas. Se não respondesse às perguntas, as cordas de ferro começavam a ser fechadas, esmagando os dedos do torturado que podiam até ter os ossos escancarados para fora da pele.

 4 Forquilha do herege



Utensílio muito utilizado durante a Inquisição. Era uma vara de metal com um pino em cada uma das extremidades. A parte superior do garfo era colocada na carne do queixo da vítima, enquanto a inferior pressionava o osso do esterno da vítima. O torturado era obrigado a permanecer com a cabeça erguida o tempo todo, sem se deitar, olhar para o lado ou para o próprio corpo. Qualquer movimento ou descuido e o garfo penetrava em sua mandíbula.

 3 Aranha espanhola



Temor de muitas mulheres durante a idade média, era um objeto com garras de metal compridas e que, depois de serem aquecidas, eram fixadas nas mamas da mulher. O metal quente queimava a pele macia dos seios das mulheres. Mais do que isso: as garras se fechavam e o torturador puxava o objeto, arrancando violentamente o peito da vítima. O método também chegou a ser utilizado em barrigas e nádegas.

 2 Garrote



O torturador trancava a vítima em uma cadeira, com as costas presas a uma superfície plana e o pescoço amarrado a uma roda. A roda, então, girava e o pescoço era esmagado lentamente, fazendo com que o torturado fosse sufocado aos poucos. No entanto, essa era a forma menos violenta. Havia garrotes com pregos ou lâminas que, conforme viravam, penetravam na coluna da vítima.

1 Manivela intestinal



O método de tortura que encabeça esse TOP 13 é digno de uma nota de prevenção: se já ficou enjoado com um dos anteriores, nem leia esse método. Aqui, o torturado era amarrado em uma mesa e o torturado cortava seu abdômen. Então, separava o intestino delgado da vítima do fundo do estômago e o ligava em uma manivela. Essa, então, começa a tirar centímetro por centímetro o intestino delgado – que podia chegar até 6m – do corpo da vítima (que estava consciente e vendo tudo). Ninguém sobrevivia a esse processo, que matava pela dor que provocava ou por insuficiência sanguínea.

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Planetas aterrorizantes

A exploração espacial é uma grande aventura. Seus mistérios sempre nos cativaram e as descobertas inevitáveis ​​que virão se acrescentarão à muitas ideias cosmológicas que já temos. Mas esta lista serve como um aviso para todos os futuros viajantes espaciais. O universo pode ser um lugar muito assustador.


10. Planeta de carbono



O carbono forma apenas cerca de 0,1% da massa da Terra (daí a escassez de materiais à base de carbono, como os combustíveis fósseis e diamantes).
Perto do centro da nossa galáxia, no entanto, onde o carbono é mais abundante do que o oxigênio, a formação de planetas é muito diferente. É aqui que você encontra o que os cosmólogos chamam de planetas de carbono.
O céu da manhã em um mundo de carbono não seria nada claro nem azul. Imagine uma névoa amarela com nuvens negras de fuligem. À medida que você desce para a superfície, você encontra mares feitos de compostos como o petróleo e alcatrão.
A superfície do planeta possui poços de metano borbulhantes e lama negra. A previsão do tempo não parece boa: está chovendo gasolina e asfalto.
Mas veja o lado bom disso tudo: pelo menos um planeta de carbono é dominado por diamantes.


09. Netuno



Em Netuno, pode-se encontrar fluxos de ventos constantes que chicoteiam ao redor do planeta em velocidades assustadoras. Os ventos de Netuno empurram nuvens congeladas de gás natural a partir da Grande Mancha Escura do planeta, um furacão do tamanho da Terra, em uma velocidade que pode atingir os 2.500 km/h.
Isso é mais que o dobro da velocidade necessária para quebrar a barreira do som. Tais forças eólicas são claramente além do que um ser humano poderia suportar. Uma pessoa que pousasse em Netuno seria rasgada e se perderia para sempre nessas correntes violentas de vento.
Permanece um mistério a forma como o planeta recebe a energia necessária para conduzir os ventos mais rápidos do sistema solar, apesar de estar tão longe do sol, e ter um calor interno relativamente fraco.


08. 51 Pegasi b



Apelidado de Belerofonte, em homenagem ao herói grego que domou o cavalo alado Pégaso, este gigante de gás tem mais de 150 vezes a massa da Terra e é composto principalmente de hidrogênio e hélio.
O problema é que Bellerophon é assado à luz da sua estrela em mais de 1.000 graus Celsius. A estrela está mais de 100 vezes mais perto de Bellerophon do que o Sol está da Terra. Por um lado, este calor cria uma atmosfera extremamente ventosa. Conforme o ar quente sobe, o ar frio apressa-se a substituí-lo criando ventos de mais de 1.000 km/h. O calor também garante que nenhum vapor d’água exista.
No entanto, isso não significa que não há chuva. Isso nos leva a principal peculiaridade de Belerofonte. Esse calor intenso permite que o ferro que compõem o planeta seja vaporizado. À medida que o vapor sobe, ele forma nuvens de vapor de ferro, semelhante ao conceito de nuvens de vapor de água aqui na Terra. A diferença, porém, é que essas nuvens procedem uma chuva implacável de ferro fundido sobre o planeta (não se esqueça de seu guarda-chuva…).


07. COROT exo-3b



O exoplaneta mais denso e maciço já descoberto é um mundo conhecido como Corot-exo-3b. É do tamanho de Júpiter, mas 20 vezes mais massivo que o nosso vizinho cósmico. Isso faz com que COROT-exo-3b seja cerca de duas vezes tão denso como chumbo.
O grau de pressão exercida sobre um ser humano que anda sobre a superfície do tal planeta seria insuperável. Com uma massa 20 vezes maior do que Júpiter, um ser humano pesaria quase 50 vezes o que ele pesa na Terra. Essa enorme pressão iria esmagar o sistema esquelético de uma pessoa quase que instantaneamente. Seria o equivalente a um elefante sentando em seu peito.



06. Marte



Em Marte, uma tempestade de poeira pode se desenvolver em questão de horas e envolver todo o planeta dentro de alguns dias. Elas são as maiores e mais violentas tempestades de poeira em nosso sistema solar.
Os ventos dessas tempestades podem superar os 300 km/h. Após ela surgir, pode levar meses para que se dissolva.


05. WASP-12b



Simplificando, este planeta é o mais quente já descoberto. Com uma temperatura média de 2.200 ºC, ele orbita sua estrela mais perto do que qualquer outro mundo conhecido. Desnecessário dizer que tudo o que o homem conhece, inclusive o próprio homem, derreteria instantaneamente em tal atmosfera. Para colocar isso em perspectiva, a superfície do planeta tem cerca da metade da temperatura da superfície do nosso Sol e é duas vezes mais quente do que a lava. Ele também orbita a sua estrela em um ritmo alucinante. Ele completa uma órbita completa a cada dia terrestre.

04. Júpiter



A atmosfera de Júpiter fabrica tempestades duas vezes maiores do que a Terra. Estas tempestades geram ventos de até 640 km/h e relâmpagos titânicos 100 vezes mais brilhantes do que os do nosso planeta.


Por baixo dessa atmosfera assustadora e escura, está um oceano de 40 mil quilômetros de profundidade, feito de hidrogênio metálico líquido. Aqui na Terra, o hidrogênio é um gás incolor e transparente, mas no núcleo de Júpiter, o hidrogênio se transforma em algo nunca visto em nosso planeta. Em camadas exteriores do gigante gasoso, o hidrogênio é um gás, assim como na Terra. Mas, conforme você vai mais fundo, a pressão atmosférica aumenta. Eventualmente, a pressão se torna tão grande que ela chega a comprimir os elétrons dos átomos de hidrogênio. Sob tais condições extremas, o hidrogênio se transforma em um metal líquido, condutor de eletricidade, bem como de calor. Além disso, como um espelho, ele reflete a luz.

03. Plutão



(Nota: Plutão já não é tecnicamente classificado como um planeta). Não deixe a imagem enganá-lo – Plutão não é uma das maravilhas do inverno, e sim um mundo extremamente frio, onde o nitrogênio, monóxido de carbono e metano cobrem a superfície como a neve durante a maior parte do seu ano que equivale a 248 anos terrestres.
Esses sorvetes foram transformados do branco para um rosa-marrom devido às interações com raios gama a partir do espaço profundo e do Sol distante.
Em um dia claro, o Sol fornece tanto calor quanto a lua cheia fornece para a Terra. A temperatura varia de -228 a -238 ºC. Não é difícil imaginar que seu corpo iria congelar instantaneamente.

02. CoRoT-7b



A temperatura neste planeta é tão quente que pode vaporizar rochas. Cientistas que modelaram a atmosfera de CoRoT-7b determinaram que o planeta provavelmente não tem gases voláteis (dióxido de carbono, vapor de água, nitrogênio), e em vez disso, é provável que ele seja composto do que poderia ser chamado de rocha vaporizada. A atmosfera de CoRoT-7b pode ter sistemas meteorológicos que, ao contrário do clima úmido da Terra, produzem chuvas de rocha vaporizada sobre uma superfície da lava derretida. E se o planeta ainda não lhe parece inóspito, saiba que ele também pode ser um pesadelo vulcânico.

01. Vênus



Quem deu a Vênus, o segundo planeta a partir do sol, o apelido de “gêmeo da Terra”, estava totalmente errado. Exceto em seu tamanho, Vênus não é nada parecido com a Terra. Para começar, a atmosfera de Vênus é cheia de gases de efeito estufa, como o dióxido de carbono. Esses gases são responsáveis ​​por fazer este planeta um verdadeiro “inferno”.
Nossa atmosfera, que é a principal responsável pela distribuição da energia (e calor) que recebemos do sol, tem o efeito oposto de Vênus. Em vez de controlar a temperatura para que ele tenha um clima mais tropical, a atmosfera de Vênus super-aquece o planeta. É tão quente que é totalmente inóspito para qualquer tipo de vida que estamos familiarizados.
Além disso, o dia de Vênus é mais longo que o seu ano. Sim, você leu certo. É preciso mais do que 243 dias terrestres para Vênus completar uma rotação inteira sobre o seu eixo, enquanto leva mais de 225 dias terrestres para fazer uma órbita completa em torno do sol.
Então, como seria viver em Vênus? Nada divertido. Você seria sufocado pelo ar tóxico quase que instantaneamente… e esmagado pela colossal pressão atmosférica – tão densa que caminhar sobre a superfície de Vênus seria como andar abaixo de 3.000 metros de água aqui na Terra. [Fonte]

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

A ilha de lixo


O lixo lançado ao mar confunde os animais que comem o que vêm pela frente. Algumas espécies sofreram mutações ao crescer em volta de pedaços de plástico.

Em meio ao oceano Pacífico, uma enorme camada flutuante de plástico, com proporções continentais, ameaça a vida de diversas espécies marinhas e coloca em risco a saúde do planeta. A descrição pode parecer sinopse de filme de ficção científica – destes que preveem os fins mais trágicos e apocalípticos para a humanidade –, mas a ilha de lixo, ou 7º continente, como também é chamada, apesar de pouco conhecida, é uma realidade assustadora e absurda que tem causado danos ao meio ambiente.


A mancha de lixo, situada a meio caminho entre as costas da Califórnia e o Havaí, se estende por cerca de 1.000 Km e é formada por aproximadamente 4 milhões de toneladas de todo tipo de objeto plástico. São garrafas, embalagens, redes de pesca, sacolas e milhares de fragmentos de materiais que um dia já estiveram em terra firme, formando uma camada que atinge até 10 metros de profundidade em alguns pontos. Descoberta em 1997, pelo oceanógrafo americano Charles Moore, a ilha de lixo do Pacífico tem sido alvo de inúmeros estudos que visam analisar o impacto da poluição sobre a vida marinha.

Tartaruga

O amontoado de lixo que se estende pelas águas do Pacífico é resultado do acúmulo de materiais despejados nas praias ou pelas embarcações em alto mar. Estima-se que das 100 milhões de toneladas de plástico produzidas em um ano, 10% acaba no mar. Segundo o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, existe, em média, cerca de 18 mil pedaços de plástico visíveis flutuando em cada quilômetro quadrado de mar. Arrastado pelas correntes marítimas, esse montante se acumula para formar o amontoado assustador, digno de superprodução apocalíptica hollywoodiana.

A ilha de lixo tem causado danos à vida marítima. Os resíduos flutuantes se prendem aos animais dificultando a locomoção e, muitas vezes, são confundidos com alimento pelos peixes e aves, provocando danos no sistema digestivo. Além disso, o material descartado também tem retornado à costa de algumas ilhas, comprometendo os cenários litorâneos e a vida de outras espécies. É o caso das Ilhas Midway, situadas entre o Havaí e Tóquio, que têm sofrido com a invasão do lixo, problema que foi retratado no documentário “Midway”, criado pelo fotógrafo americano Chris Jordan.

Assista ao documentário:


Apesar de ameaçador, o problema não tem recebido grande atenção das autoridades. O principal motivo é que a placa flutuante de lixo se encontra em águas de pouca utilização, tanto para navegação comercial quanto para o turismo. Por enquanto, a situação tem preocupado apenas ecologistas e cientistas.


domingo, 17 de novembro de 2013

Jívaros - A Tribo encolhedora de cabeças



Na floresta, parte oriental do Equador vive uma tribo de aborígines chamada JÍVAROS, ferozes guerreiros que ficaram famosos no mundo inteiro por seu estranho hábito de degolar seus inimigos, e de usar estas cabeças como amuletos.
Ainda hoje, estes índios são completamente selvagens e não mantém contatos com o homem branco. O próprio governo do Equador, os ignora, afinal eles vivem completamente isolados no meio da floresta.
Os Jívaros possuem uma estatura média, corpo robusto, rosto redondo, e olhos negros. Os homens usam cabelos longos, vestem uma tanga e usam um estiletes de bambu atravessado nos lóbulos das orelhas. As mulheres tem cabelos longos, e usam um adorno no lábio inferior confeccionado de bronze. Ambos possuem lábios muito negros, em virtude de mascarem uma erva chamada Yanamuco. Os homens são bígamos, além de sua mulher ficam com mulheres capturadas nas guerras.
Como troféus de guerra, eles colecionam a cabeça do guerreiro derrotado.
A cabeça do inimigo vencido é reduzida e transformada em troféu, onde a alma do inimigo fica aprisionada. Analisando essas cabeças observa-se que os olhos e a boca eram costurados, o motivo desse ritual era que os ídios Jivaros acreditavam que retirando a cabeça e realizando o cerimonial o espírito do inimigo não mais o incomodaria.
O índio mata seu inimigo, corta sua cabeça, coloca-a num extrato vegetal de Yanamuco, que lhe da uma coloração negra e a conserva da ação do tempo.
Reunido com os homens da tribo; ele retirado do crânio os os miolos, músculos, olhos, língua. Depois a cabeça é enchida com areia e seixos quentes, que são substituídos diariamente em um processo que dura dias.
Ambos processos fazem com que as células que compõem a parte óssea do crânio, se quebrem e e se contraiam a tal ponto de realmente diminuir o tamanho da cabeça. Em alguns casos a crânio chega a diminuir 50 % de seu tamanho e curiosamente através da regulamentação da contração da pele, os traços fisionômicos se mantém quase que perfeitos.




sábado, 16 de novembro de 2013

Piores drogas do mundo


Veja abaixo algumas das piores drogas do mundo.


1 - Heroína – Essa droga pode ser consumida pelo fumo ou sendo injetada na veia. A heroína tem um potencial de destruição assustador. A droga causa dependência química muito rapidamente. Além disso, ela afeta a região do cérebro que controla a respiração, sendo capaz de causar uma overdose fatal.

2 - Cocaína – A cocaína é uma droga muito consumida atualmente. Ela atua como um estimulante e tem um grande efeito viciante. A cocaína pode ser consumida em pó, pela inalação, ou na forma de pedra crack para ser fumada. A cocaína pode levar a uma overdose e o quadro do paciente pode desenvolver para óbito.

3 - Barbitúricos – Essa droga é, na verdade, um medicamento receitado para a depressão, ansiedade e insônia. Ela causa uma sensação de relaxamento, mas pode viciar, resultar numa overdose e levar à morte.

4 - Metadona – Essa droga é semelhante à heroína, mas tem menor poder viciante. Essa droga é perigosa, pois pode levar a uma overdose silenciosa, sem que haja o efeito de euforia.

5 - Álcool – Infelizmente, por se tratar de uma droga lícita, o álcool faz muitas vítimas no mundo todo. As pessoas que sofrem de alcoolismo têm muita dificuldade para largar o vício. O álcool tem um efeito sedativo. Ele atua como um depressivo e pode afetar a coordenação motora, a capacidade de raciocínio, pode levar a lesões no coração, no fígado e no estômago.

6 - Quetamina – Essa droga tem um efeito analgésico e provoca entorpecimento corporal, alucinação, paradas cardíacas e respiratórias. Quando utilizada por longos períodos pode levar à psicose.

7 - Anfetaminas - Esses estimulantes são muito viciantes, e podem levar à paranóia, à depressão, a ataques de pânico e diversos problemas de saúde.

8 - Tabaco – O cigarro, que também é uma droga lícita, causa dependência muito rapidamente. Essa droga reduz a esperança de vida em até 10 anos, e causa diversos problemas de saúde, como câncer de pulmão.

9 - Cannabis – A maconha pode levar à dependência química, pode resultar em câncer de pulmão e causar distúrbios comportamentais.

Fonte: http://www.sitedecuriosidades.com/curiosidade/quais-as-piores-drogas-que-existem.html

Pegadinha do meteoro

Veja essa pegadinha sobre  o fim do mundo, é muito engraçado ver a cara de susto das pessoas que estão participando de uma entrevista de emprego quando um meteoro se aproxima da cidade e poeira começa a subir, vale a pena ver o vídeo abaixo.





sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Frango sem cabeça



Conheça a história da ave que, incrivelmente, viveu 18 meses sem ter uma cabeça.

Certamente você já ouviu falar da lendária mula sem cabeça, não é mesmo? Mas alguma vez você já tinha ouvido falar de Mike, o frango sem cabeça? Pois esse incrível animal existiu de verdade, e inclusive teve sua história contada por publicações de renome, como a revista Time, a Life e até a BBC. E, como se não bastasse, Mike inclusive possui um site oficial!

De acordo com as informações do site, Mike viveu durante quase dois anos — dos quais 18 meses foram sem a cabeça! — na década de 40, na cidade de Fruita, Colorado. O frango pertencia ao casal Clara e Lloyd Olsen e acabou perdendo a “crista” quando foi decapitado para virar ensopado. Mas como é possível que uma ave tenha sobrevivido por tanto tempo sem a cabeça?


Carne de pescoço
No intuito de preservar a maior parte possível do pescoço de Mike — afinal, há quem goste de carne de pescoço! —, Lloyd realizou o corte bem próximo à base da cabeça. Entretanto, imagine o susto do homem quando, horas depois de ter decapitado o pobre frango, ele encontrou o bichinho dormindo no ninho com a cabeça debaixo da asa!

Como você deve imaginar, o sistema nervoso dos frangos não é lá aquela maravilha evolutiva. Devido ao ângulo com o qual o corte foi feito, por sorte a maior parte do tronco cerebral de Mike foi preservada — nos frangos, a maioria das ações reflexas é controlada justamente por essa região. Além disso, o ouvido esquerdo e a jugular também foram preservados, e um providencial coágulo evitou que Mike sangrasse até a morte.

Corte de mestre
Como o frango obviamente se recusava a morrer, Lloyd decidiu manter a ave viva, usando um conta-gotas para manter Mike bem alimentado e hidratado. Incrivelmente, o frango sem cabeça sobreviveu 18 meses e inclusive ganhou 2,5 quilos de peso. E é claro que a ave milagrosa se tornou uma verdadeira celebridade: as pessoas pagavam 25 centavos de dólar para poder ver Mike com seus próprios olhos.

Na época, o frango sem cabeça viajou por todos os Estados Unidos, sendo apresentado como uma aberração e tendo o “pescoço” assegurado por US$ 10 mil (cerca de R$ 20 mil). No entanto, durante uma de suas turnês, Mike acabou engasgando, finalmente morrendo sufocado com alguma partícula enroscada em seu esôfago.